Fechar

 

REINICIADOS OS TRABALHOS DE CAMPO DA PESQUISA ORIGEM E DESTINO.

Após uma pausa no período de férias escolares – considerado atípico para a coleta de dados sobre mobilidade – os trabalhos de campo da Pesquisa Origem e Destino foram retomados em 20 de fevereiro.

Os pesquisadores estão visitando mais domicílios sorteados para realizar entrevistas com os moradores.

ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA PARA OS PESQUISADOS

Orientações de segurança para os pesquisados

A Pesquisa Origem e Destino é feita a cada dez anos para identificar os deslocamentos diários da população da Região Metropolitana de São Paulo. Para isso, as equipes de pesquisa percorrem os bairros da capital e todas as outras 38 cidades da Região Metropolitana.

As entrevistas são feitas perguntando a cada um dos moradores das residências sorteadas sobre os deslocamentos que realizou no dia anterior. A pesquisa não é feita nas ruas, nem em endereços comerciais. As casas e apartamentos a serem visitados são sorteados a partir do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos do IBGE.

Se seu endereço for sorteado, siga as INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA e receba bem o pesquisador.

Todas as casas e apartamentos sorteados recebem uma carta com as instruções de segurança.

Por fora a carta é parecida com um extrato bancário e chega apenas com o endereço da residência, sem nenhum nome de morador. Isso porque o Metrô não tem nenhum cadastro com os nomes.

É importante que os Síndicos, Zeladores e funcionários de condomínios entreguem as cartas às unidades sorteadas, apesar das cartas não trazerem nenhum nome de morador.

Para garantir que as respostas permanecerão confidenciais, o Metrô não mantém nenhum cadastro com os nomes dos moradores, utilizando apenas os endereços fornecidos pelo IBGE.

Qual a mensagem da carta?

Por dentro, a carta informa que a residência foi sorteada, pede a colaboração de todos os moradores e passa as instruções de segurança. As cartas contém um número 0800 da Central de Atendimento Exclusiva dos Pesquisados, através do qual é possível esclarecer dúvidas, agendar a visita do pesquisador e, também, confirmar os dados do pesquisador ou pesquisadora quando ele/ela se apresentar no portão (nome e RG). Fique atento, o telefone da Central Exclusiva começa com 0800, não é um número de celular.

Cada carta contém, também, uma senha exclusiva daquele endereço. Exija que o pesquisador fale a senha antes de permitir que ele entre. Em caso de dúvida, ligue imediatamente para a Central 0800 Exclusiva. Todas as ligações são grátis, mesmo que sejam realizadas com um celular.

E se eu ficar em dúvida se a carta é falsa?

Para confirmar que a carta que você recebeu é verdadeira, ligue para a Central de Atendimento do Metrô no número 0800 770 77 22, que funciona todos os dias das cinco da manhã até a meia noite. Esse número também serve para esclarecer dúvidas e pedir mais informações sobre a Pesquisa OD.

Os pesquisadores devem estar vestidos com o colete da Pesquisa OD e utilizando um crachá de identificação em local visível, na altura do peito.

As respostas das entrevistas são registradas em tablets, conectados via Internet a um computador central. Todas as respostas são criptografadas, para garantir o sigilo da pesquisa. Nenhum estranho consegue ter acesso às informações fornecidas pelos entrevistados.

Para esclarecer qualquer dúvida sobre a pesquisa, ligue grátis para a Central de Atendimento do Metrô - 0800 770 77 22.

Saiba mais sobre a Pesquisa Origem e Destino