OBRAS - LINHA 4-AMARELA



LINHA 4-AMARELA

Característica marcante da Linha 4-Amarela, suas conexões com as principais linhas metroferroviárias da capital renderam-lhe o nome de Linha da Integração e, ao término da primeira fase, as integrações ocorrem nas estações Luz (com a Linha 1-Azul do Metrô e com as Linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM), República (com a Linha 3-Vermelha do Metrô), Paulista (com a Linha 2-Verde do Metrô, na estação Consolação) e Pinheiros (com a Linha 9-Esmeralda da CPTM, a qual faz integração com a Linha 5-Lilás do Metrô, na estação Santo Amaro).

Demanda estimada de 700 mil passageiros/dia e que, ao final da Fase 2, este número passe para 960 mil passageiros/dia.

Concebida sob novos paradigmas, o projeto da Linha 4-Amarela, que é toda subterrânea, optou por túnel de secção única, pela adoção de métodos construtivos de estações e pátio de manutenção que minimizassem o número de imóveis a ser desapropriados e pela adoção de novas tecnologias, dentre as quais destacam-se:

•  operação dos trens sem condutores (driverless);
•  conceito de estação inteligente (abertura e fechamento automático de portas, mensagens; pelo sistema de som emitidas pelo CCO, escadas rolantes sob demanda);
•   portas de plataforma;
•   bloqueios com portas de vidro;
•   sistema de alimentação elétrica dos trens, que permite o aproveitamento da energia produzida pela inércia deles.

A operação comercial, iniciada em 25/06/2010 entre as estações Paulista e Faria Lima, bem como os serviços de manutenção, estão a cargo da Concessionária Via Quatro - CVQ, que obteve a concessão da linha pelo período de 30 anos. Atualmente, encontram-se em operação as estações: Luz, República, Higienópolis-Mackenzie, Paulista, Oscar Freire, Fradique Coutinho, Faria Lima, Pinheiros e Butantã.


Linha 4-Amarela


QUER SABER O ANDAMENTO DESTA OBRA CLIQUE AQUI.

Fechar
Fechar