ENERGIA

Ainda que a expansão da rede exija o aumento do consumo de energia para a operação do sistema, no processo de concepção das futuras linhas, os projetos integram soluções em sustentabilidade em termos de engenharia e arquitetura, sistemas, material rodante e eficiência energética.

A busca pela eficiência energética visa não só a redução do impacto ambiental, mas também o impacto em termos econômico-financeiros, já que o consumo de energia representa parcela significativa dos custos operacionais.

LED
Eficiência Energética Ação Situação (2015) Benefícios
Fontes de Energia Renovável Energia solar térmica: painéis fotovoltaicos. Implantados no Pátio Tamanduateí e projeto para o futuro Pátio Paulo Freire (Linha 2-Verde), coberturas do Centro de Controle Operacional-CCO e do Bloco L no Pátio Jabaquara, além de áreas ajardinadas do Pátio Itaquera. Redução do consumo de energia. O potencial de geração, se realizadas todas as implantações, pode chegar a 1.700 kWp (quilowatt pico).
Iluminação Substituição das lâmpadas/luminárias: para tecnologia LED Estações: Utilizada em plataformas e mezaninos das estações de monotrilho e futuras linhas. Nas linhas em operação, estão sendo finalizados estudos para substituição das luminárias existentes por luminárias com tecnologia LED.
Trens: Incorporadas nos novos trens da Linha 5-Lilás (26 trens), Linha 15-Prata (54 trens) e Linha 17-Ouro (17 trens).
Reduzido consumo de energia, maior durabilidade das lâmpadas LED e reciclagem total dos materiais.
Ampliação da área envidraçada para aproveitamento da iluminação natural. Aplicação nas novas estações das linhas 2-Verde, 4-Amarela e 15-Prata.
Poço de circulação com cobertura de vidro em Alto do Ipiranga, Vila Prudente, Luz e São Bento e monotrilho Vila Prudente e Oratório.
Escadas rolantes Escadas rolantes com velocidade variável. Solução adotada para as escadas implantadas a partir de 1998. Redução do consumo de energia no vale, partidas e paradas suaves e menor desgaste das peças girantes.
Trens Sistema de tração em corrente alternada (CA) nos trens. Incorporado nos novos trens e também nos modernizados. Na Linha 15-Prata: sistema de tração em corrente alternada com motor de rotor de imã permanente do tipo Permanent Magnet Synchronous Motor – PMSM. O processo de desaceleração ou frenagem dos trens com tração em CA permite que se regenere até 50% da energia cinética, devolvendo essa energia para armazenadores – banco de baterias, por exemplo – ou suprindo a tração de outros trens em operação na linha.
Baterias de níquel-sódio. Utilização na Linha 15-Prata. Produto livre de metais pesado e totalmente reciclável. Volume e massa inferior aos das baterias alcalinas e chumbo-ácidas.
Terceiro trilho com material de alta condutibilidade. Implantado nas linhas 3-Vermelha e 15-Prata. Redução do consumo de energia.
Lubrificação do contato roda trilho Implantado nos trens da Frota “P” da Linha 5-Lilás Redução do consumo de energia e impacto (metal-metal) com a utilização de óleo biodegradável.