PROGRAMAÇÃO DA LINHA DA CULTURA

DE PASSAGEM

DE PASSAGEM | ESTAÇÃO SÉ – 10 a 30

A exposição é o registro do olhar e da intervenção do fotógrafo ao retratar o cotidiano captado pela lente que recorta cenas da rotina que o dia a dia nos esconde. Ele mostra as modificações das estações, seus encontros e desencontros, com ênfase no movimento dos vagões, o desejo de chegar e a necessidade de partir. Há seis anos, Matheus Dacosta vem fotografando o paulistano, nascido ou "adotado" por esta cidade, que compõe os milhões de pessoas que transitam diariamente pelas "veias e artérias" subterrâneas e externas do Metrô de São Paulo.

Patrocínio: Recopy impressões - www.recopy.com.br
Realização: Matheus Dacosta - www.matheusdacosta.art.br


Programação

A MADRUGADA NOS TRILHOS

Em todas as imagens, os trilhos aparecem. Isso significa que está tudo em ordem, no caminho certo.
Muitas pessoas utilizam o Metrô todos os dias, sem perceber sua perplexidade e grandiosidade. São milhares de funcionários que trabalham para atender milhões de usuários.
A mostra traz imagens incríveis do que acontece enquanto estamos todos dormindo: embaixo da cidade, nos pátios e oficinas de manutenção de trens. No projeto foram retratados, de forma artística, funcionários trabalhando na manutenção de vias, estações desertas na madrugada e lindas paisagens underground.
Será que conhecemos mesmo o Metrô?

Fotógrafo: Fausto Saez - www.faustografia.com
Apoio: Jad Comunicação / Salve Jorge
Patrocínio: HPROJ – Planejamento e Projetos Ltda


CASTELO RÁ-TIM-BUM

A mostra fotográfica conta a história de umas das séries mais queridas do público: o Castelo Rá-Tim-Bum.
Por meio das 19 imagens expostas, relembre os episódios favoritos do Castelo e os personagens que conquistaram inúmeros fãs.

Patrocínio: Multiplus
Apoio: Jundiá, Metrô, CPTM e EMTU
Realização: Fundação Memorial da América Latina


OS QUASE INVISÍVEIS

A exposição, do fotógrafo Fausto Saez, retrata de uma forma humana os moradores de rua do centro de São Paulo. As imagens vêm acompanhadas de histórias de luta, fé e esperança e pretendem comover os usuários do Metrô, provocando uma reflexão maior sobre suas próprias vidas.

Fotógrafo: Fausto Saez - www.faustografia.com
Apoio: Jad Comunicação
Patrocínio: Salve Jorge / Brasil Kirin


COLD HOT

Cold Hot sintetiza as experiências do fotógrafo Sergio Poroger em uma viagem pelo sul dos Estados Unidos, em dezembro de 2014, na qual a musicalidade da região ditou o ritmo dos três mil quilômetros percorridos em intensos 17 dias e noites. O frio severo do inverno contrasta com os ambientes quentes e aconchegantes dos bares e casas de shows, nos quais músicos incríveis embalam os visitantes com o melhor da soul music, rock , blues, country e animadas jazz sessions.
Cold Hot é o desejo de experienciar a vida em seus extremos, em sua plenitude. Sergio nos mostra que a arte da música e da fotografia é uma potente forma de alcançar esse lugar que nos espera em alguma estrada que prescinde de atalhos.
Have a nice trip!

Fotógrafo: Sergio Poroger
Curadoria: Eder Chiodetto


A ROTA DO CACAU

A exposição tem como objetivo apresentar aos grandes centros urbanos a cultura de um fruto pouco conhecido, mas que seu derivado é cheio de lendas deliciosas e proporcionam uma enorme sensação de prazer.
Cultuado como dádiva celeste, o cacau tem história no Brasil.
Os personagens registrados para a mostra, cuja simplicidade e dedicada labuta junto às plantações de cacau nos ensinam a valorizar ainda mais o produto final que todos nos bem conhecemos, o CHOCOLATE.

Fotógrafo: Lailson Santos - lailson@lailsonsantos.com.br
Patrocínio: Li Livro Institucional
Apoio: Web Filmes
Realização: Cacau Show


PRETA DE CARVÃO

"Preta de Carvão" é uma história ilustrada que tem como referência, o famoso conto de fadas "Branca de Neve".
De uma forma crítica e bem humorada, a valorização excessiva de padrões de beleza é questionada e o respeito à diversidade é enaltecido.
As imagens simples e inventivas convidam a abrir a porta da imaginação.

Autor: Abrahão Rosenberg - abrahaorosenberg@gmail.com
Ilustrações: Anete R. Ring - anetering@gmail.com
Diagramação: Daniel Ring - daniel.ring@gmail.com


O MUNDO É UM PALCO

"O Mundo é um Palco" é um espetáculo itinerante que busca apresentar William Shakespeare para plateias que nunca o viram e também para seus grandes fãs. Convidando a mergulhar no universo do autor, o espetáculo configura-se com a apresentação de trechos de diversas peças do bardo, passando pelas comédias, tragédias e dramas históricos. As cenas são sempre iniciadas por bufões que auxiliam no entendimento do enredo da peça, além de apresentar caraterísticas da obra e curiosidades sobre a vida do autor.

Produção: Cena IV – cenaiv.com / contato@cenaiv.com
Realização: British Council / Instituto Shakespeare Brasil


BANDA DOS SEGURANÇAS DO METRÔ

Em comemoração aos 49 anos de fundação da Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô, a Banda dos Seguranças do Metrô fará uma apresentação especial.

Realização: Metrô de São Paulo


MURO DA UNIBES CULTURAL - VAZÃO

Dezoito objetos pretos espelhados, em formato de gota, ocupam cerca de 30 metros do muro da Unibes Cultural, localizado na rampa de acesso à Estação Sumaré. Algo obscuro parece "escorrer" por este muro, uma espécie de "suor" na pele desta arquitetura. A ação é motivada pela memória das chuvas, das cheias, das inundações e das canalizações de alguns rios, como Sumaré, Tamanduateí, Tietê, Pinheiros, entre outros.

Artista: Renato Pera
Projeto: "Renato Pera: Vão e Vazão"
Apoio: Metrô de São Paulo e Unibes Cultural
Realização: OitO produções artísticas, Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo / ProAC-ICMS e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo


MULHERES QUE MUDARAM O BRASIL

Tradicionalmente, a caricatura é a figuração satírica de um objeto. Opera pelo exagero a fim de caracterizar em tom crítico uma individualidade às custas do risível, como podemos verificar nos periódicos cotidianos que fazem uso do humor gráfico. No entanto, a exposição Mulheres que Mudaram o Brasil utiliza a linguagem caricatural preterindo a comicidade pura enquanto elege um outro tipo de humor: a expressão da harmonia gráfica através da desarmonia dos traços.
Assim, o artista caracteriza mulheres reconhecidas como expoentes nas esferas das artes e ciências lançando mão de um gesto expressionista: aplicando na forma aspectos subjetivos. Prescindindo da cor para valorizar o contraste entre preto e branco do nanquim, mistura-se uma certa angústia ao tom espirituoso que comumente é esperado da caricatura. Afinal, em meio a tantos aspectos sociais, tratamos, primordialmente, de trajetórias que elucidam conflitos históricos em torno de relações de gênero e outros poderes, como evidenciam os textos biográficos criados pela antropóloga Natalia Negretti.

Artista: Toni D´Agostinho - facebook.com/artedetonidagostinho
Apoio: Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo


ALEGRIA

Na exposição Alegria, cores são "desinformadas". Não há a preocupação em retratar formas, esse impacto que é a essência da cor, gerar sensações e emoções. As obras impressionam pela explosão de cores. No papel canson, o artista recorre ao lápis de cor para a mistura de tons em cada trabalho com o objetivo de criar uma experiência estética abstrata gerando observação e reflexão.

Artista: Rodrigo Casagrande
Patrocínio: Dom Propaganda


OLHARES QUE TRANSFORMAM

Histórias de vida foram o grande motivador do fotógrafo André François ao longo de sua vida. Durante 30 anos, André viajou por todas as regiões do Brasil, de Norte a Sul, e teve a chance de conhecer mães batalhadoras, comunidades indígenas que valorizam sua cultura, jovens obstinados, famílias unidas em momentos de dificuldade e muitos outros casos inspiradores. A partir dessas histórias, o fotógrafo traz uma reflexão sobre a humanidade que existe em nós.

Apoio: ImageMagica - www.imagemagica.org
Realização: AF imagens


VÃO

Seis desenhos de janelas foram escolhidos para relacionar-se com os espaços públicos da Estação São Bento. Transformados em luminosos, com tamanhos e formatos de janelas reais, foram instalados em locais de passagem, como corredores subterrâneos, no alto de escadas e em cantos escuros e inativos para gerar situações arquitetônicas inusitadas ou mesmo absurdas, capazes de produzir descontinuidades na experiência de trânsito pela estação.

Artista: Renato Pera
Projeto: "Renato Pera: Vão e Vazão"
Apoio: Metrô de São Paulo e Unibes Cultural
Realização: OitO produções artísticas / Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo / ProAC-ICMS e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo


Vitrines
VITRINE DE IKEBANA VITRINE DE IKEBANA Estação Liberdade - de 01 a 30 A vitrine, instalada desde 1/12/1993, expõe arranjos de Ikebana produzidos pela Associação de Ikebana do Brasil, que são trocados semanalmente (terça-feira) para acompanhar a durabilidade das plantas.
Realização: Associação de Ikebana do Brasil - Metrô de São Paulo
VITRINE DE FIGURINOS DE ÓPERAS VITRINE DE FIGURINOS DE ÓPERAS Estação Marechal Deodoro - de 10 a 30 Figurinos utilizados pela mezzo-soprano Loriana Castellano, no papel de Angelina, na ópera "La Cenerentola" (Cinderela), em dois atos encenada por Gioacchino Rossini. O espetáculo esteve em cartaz no Theatro São Pedro em março de 2013.
A direção musical e regência foi de Emiliano Patarra, direção cênica de Davide Garattini e figurinos do IED – Instituto Europeu de Design.
O ano de 2017 marca os 200 anos da estreia mundial da ópera.

Apoio: Metrô de São Paulo
Parceria: Theatro São Pedro
Realização: Instituto Pensarte - www.pensarte.org.br
MUNDO ÁRABE ARTE E ARTESANATO NO MUNDO ÁRABE Estação São Bento - de 01 a 30 - Vitrine São Bento A Câmara de Comércio Árabe-Brasileira apresenta uma mostra da produção artesanal dos 22 países árabes que ela representa (Arábia Saudita, Argélia, Bahrein, Catar, Djibuti, Egito, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Ilhas Comores, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Omã, Palestina, Síria, Somália, Sudão e Tunísia).
A diversidade da arte popular é bem expressiva, uma vez que esses países estão espalhados por três regiões - Golfo Árabe, África e Oriente Médio - com tradições e culturas próprias.
Para comemorar o Dia da Comunidade Árabe no Brasil (25 de março), mais de 20 peças da coleção da Câmara Árabe estarão expostas na Estação São Bento.

Curadoria: Silvia Antibas
Realização: Câmara do Comércio Árabe-Brasileira

Parcerias com Museus
FILHOS DE DEUS FILHOS DE DEUS Estação Tiradentes - de 01 a 30 | Museu de Arte Sacra - Sala Metrô Tiradentes A exposição surgiu com o desejo ardente de mostrar ao mundo que, independentemente da sua raça, cultura, crença, orientação sexual, nível social ou cor, você é, por natureza, um filho ou uma filha de Deus. Essas 26 obras têm a intenção de compartilhar a visão e arte da nossa humanidade."
Artista: Daniel Taveira
Curadoria: Jorge Brandão
Realização: Governo do Estado de São Paulo / Secretaria da Cultura / Secretaria dos Transportes Metropolitanos / Metrô de São Paulo / Museu de Arte Sacra / Associação Museu de Arte Sacra de São Paulo (SAMAS)
LIUBA – ESCULTURAS E RELEVOS LIUBA – ESCULTURAS E RELEVOS Estação Santa Cruz - de 10 a 30 | Vitrine Lasar Segall A mostra apresenta 12 imagens de esculturas e relevos de uma das mais importantes escultoras da arte moderna brasileira.
Nascida em 1923 na Bulgária, Liuba iniciou seus estudos na Escola de Belas Artes de Genebra, Suíça. Neste período, estudou com a escultora francesa Germaine Richier. Em seguida foi para Paris, onde passou a viver e trabalhar. Em 1949, ainda vivendo em Paris, montou atelier também em São Paulo, após o casamento com Ernesto Wolf.
Liuba produziu intensamente por mais de 60 anos, tornando-se referência no Brasil e no Exterior. No Museu Lasar Segall, o visitante poderá apreciar este conjunto, dentre outras obras produzidas pela artista nas décadas de 1960 e 1970.

Realização: Museu Lasar Segall - Metrô de São Paulo
ARQUIVO NO TRIANON-MASP ARQUIVO NO TRIANON-MASP Estação Trianon-Masp - de 01 a 30 - Vitrine do Masp Em sua quarta edição, o programa Arquivo no Trianon-Masp exibe duas imagens históricas, pertencentes ao Centro de Documentação do MASP e que integraram a exposição A Grande São Paulo, em 1976. Uma das imagens mostra o Terminal Rodoviário da Luz, na década de 70; a outra imagem registra a implosão do edifício Mendes Caldeira, localizado na praça da Sé, em novembro de 1975. A implosão do prédio ocorreu devido à construção da Estação Sé do Metrô.
Estas fotos fazem parte dos documentos produzidos e coletados durante as atividades do museu, entre eles imagens de exposições e eventos realizados ou relacionados ao museu desde sua criação.

Fotógrafos: Luiz Hossaka e Márcio Kerr Martins
Realização: MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand / Metrô de São Paulo
SERÁ QUE EL_É? "SERÁ QUE EL_É?" Estação República - de 01 a 30 - Museu da Diversidade Sexual A exposição traz luz – de forma lúdica e irreverente – à questão dos gêneros e das orientações sexuais no Carnaval.
Em qualquer local onde a "folia de cada ano" esteja presente – nos clubes, nas ruas, nos bairros, nos guetos, no sambódromo – a alegria genuína colore a vida e dá o tom dos valores da diversidade na construção de um mundo melhor.
Vista a sua fantasia... Embarque nessa viagem multicolorida, caia na gandaia e seja feliz!
Mas... "Será que el_ é?"

Curadoria: Sidney França
Execução: APAA / Museu da Diversidade Sexual
Realização: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Mostras Fixas
O METRÔ E SEUS BAIRROS. IPIRANGA: O BAIRRO DO GRITO! O METRÔ E SEUS BAIRROS IPIRANGA:
O BAIRRO DO GRITO!
Estação Alto do Ipiranga Apoio: Adhemir Fogassa Maquetes
Realização: Metrô de São Paulo
O METRÔ E SEUS BAIRROS. SANTO AMARO O METRÔ E SEUS BAIRROS SANTO AMARO Estação Largo Treze Realização: Metrô de São Paulo
O BONDE EM SANTO AMARO O Bonde em Santo Amaro Estação Adolfo Pinheiro Realização: Metrô de São Paulo