PROGRAMAÇÃO DA LINHA DA CULTURA


Legenda: Exposições Apresentação Vitrines Parceria com Museus Leitura

JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS
ESTAÇÃO JARDIM SÃO PAULO – 2 a 31

JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS

A exposição trata principalmente da riqueza ambiental e cultural que a Amazônia possui e da necessidade urgente de despertar a conscientização ambiental no país, incentivando a preservação desse patrimônio. Os artistas mostram como sentem esse problema e através de suas obras, tentam provocar uma reação e conscientização do público. O conjunto de obras vem de todas as partes do Brasil e exterior.

Realização: Secretaria Municipal de Cultura – Departamento do Patrimônio Histórico
Ilustrações: Augusto Figliaggi
Coordenação: Higor Advenssude
Pesquisa e Conteúdo: Alice Américo, Walter Pires e Fátima Antunes


JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS
ESTAÇÃO SANTANA – 2 a 31

JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS

A exposição trata principalmente da riqueza ambiental e cultural que a Amazônia possui e da necessidade urgente de despertar a conscientização ambiental no país, incentivando a preservação desse patrimônio. Os artistas mostram como sentem esse problema e através de suas obras, tentam provocar uma reação e conscientização do público. O conjunto de obras vem de todas as partes do Brasil e exterior.

Realização: Secretaria Municipal de Cultura – Departamento do Patrimônio Histórico
Ilustrações: Augusto Figliaggi
Coordenação: Higor Advenssude
Pesquisa e Conteúdo: Alice Américo, Walter Pires e Fátima Antunes


A EXPLOSÃO DAS CORES
ESTAÇÃO LUZ – 10 a 31

A EXPLOSÃO DAS CORES

Criadas entre 2017 e 2019, as telas têm o movimento das cores simbolizando a existência, como fundamento da emancipação e confiança na humanidade. Esta coleção consiste numa tomada de visão mais abrangente para construir um pensamento em que a geometria desempenha um papel essencial. Intercalando com degrades, revela contrastes simultâneos repletos de energias luminosas, na composição das cores em movimentos e transmitindo sentimento de alegria. Sua linha de criação é através da natureza e do cromatismo para construir um pensamento em que a geometria desempenha um papel de conceito. É no universo de círculos, triângulos e quadrados que boa parte da sua obra ganha o espaço. Desde 2005, a artista já levou mais de 180 obras para dezenas de exposições.

Curadoria: Fernando York
Artista: Ligia DeSá



MODERNOS ETERNOS - ORA ET LABORA
ESTAÇÃO SÃO BENTO – 10 a 31

MODERNOS ETERNOS - ORA ET LABORA

As duas ações culturais realizadas na Estação São Bento durante o mês de agosto acontecem em paralelo à mostra Modernos Eternos, a qual estará aberta ao público no Mosteiro São Bento de 10 a 25 de agosto. O projeto Ora et Labora se dá através de duas ações artísticas paralelas, sendo uma nos painéis e outra na vitrine da estação; são propostas independentes, porém complementares uma à outra. Aos artistas foi sugerido refletirem e proporem trabalhos sobre o mesmo tema: Ora et Labora (Ora e Trabalha), baseado no lema de vida de São Bento e da Ordem Beneditina. A proposta dada aos artistas foi fazer uma releitura da máxima e contextualizá-la no século 21. Como se encaixa na vida contemporânea essa antiga filosofia? Quais as formas de rezar e trabalhar que encontramos no nosso cotidiano? Os trabalhos dialogam com a tradição e apresentam uma visão do mote para um mundo moderno. Para os painéis da estação foram convidados Verena Smit e Deco Adjiman. Ambos os artistas trabalham com uma linguagem escrita e poética em suas respectivas obras, por isso foram incentivados a elaborarem juntos um projeto em que possam discutir e meditar sobre o tema sugerido (Ora et Labora). São mensagens contemporâneas apresentadas no formato mais clássico conhecido: através de uma troca de cartas. Eles utilizam os painéis de acrílico disponibilizados nas paredes do metrô para criar uma narrativa em forma de correspondência visual, intercalando um trabalho de cada e desenvolvendo uma obra colaborativa que desperte a curiosidade do público passante.

Artistas: Verena Smit - Instagram
Deco Adjiman - Instagram
Curadoria: Fernando Mota/Modernos Eternos


A AMAZÔNIA É NOSSA!
ESTAÇÃO SÃO JUDAS – 10 a 31

A AMAZÔNIA É NOSSA!

A exposição trata principalmente da riqueza ambiental e cultural que a Amazônia possui e da necessidade urgente de despertar a conscientização ambiental no país, incentivando a preservação desse patrimônio. Os artistas mostram como sentem esse problema e através de suas obras, tentam provocar uma reação e conscientização do público. O conjunto de obras vem de todas as partes do Brasil e exterior.

Realização: Marcio Lisa
Patrocínio: Papelaria Universitária


O INÍCIO, O FIM, O MEIO AMBIENTE
ESTAÇÃO VILA PRUDENTE – 10 a 31

O INÍCIO, O FIM, O MEIO AMBIENTE

Artista plástico paulistano formado em arquitetura, Levi Ciobotariu cria e desenha paisagens imaginárias. A mostra é composta de trabalhos que traduzem a percepção de dois ambientes nem sempre harmônicos entre si: o urbano e o da natureza. A imagem da árvore tem lugar de destaque em suas obras, embora tenha sempre vivido no ambiente urbano, caótico e conturbado de São Paulo, onde a maioria das referências visuais são ruas, asfalto, carros, prédios e multidões.

Artista: Levi Ciobotariu
Apoio: Mak Free Shop


EXPEDIÇÃO SAVANAS AFRICANAS
ESTAÇÃO SACOMÃ – 10 a 31

EXPEDIÇÃO SAVANAS AFRICANAS

A exposição traz lugares esculpidos pela natureza, animais e nativos, pelo olhar do fotógrafo Alberto Takaoka. As imagens foram registradas no Park Nacional Kruger, na África do Sul, maior área protegida de fauna bravia. O parque tem aproximadamente 150 espécies de mamíferos, mais de 500 espécies de pássaros, 114 espécies de répteis, 34 de anfíbios, 49 de peixes e 227 espécies de borboletas. Tudo isso cercado por uma belíssima fauna! Takaoka captou o esplendor e o amor entre os animais selvagens e registrou seu habitat, na mostra é possível sentir a emoção de uma incrível e inesquecível jornada em meio à natureza.

Apoio: Ipsis Gráfica e Editora
Realização: Lupa Expo - Cultura e Preservação


ENFIM, OS IMPERADORES
ESTAÇÃO ALTO DO IPIRANGA – 10 a 31

ENFIM, OS IMPERADORES

Descobri a Antártica como meu lugar preferido no planeta. Um grande palco de muitas histórias, ocupada por seres nômades entre aves pelágicas e mamíferos aquáticos que nada sabem sobre seu passado. Diferente dos demais pinguins, os Imperadores não precisam de terra firme para viver, eles passam parte da sua vida no mar ou sobre as placas de gelo. A exposição apresenta um conjunto de fotografias de pinguins Imperadores capturadas por Marina Klink. Depois de 14 temporadas na Antártica, esta foi a primeira vez que ela fotografou a espécie, hoje em risco de extinção devido às mudanças climáticas.



Fotógrafa: Marina Klink
Realização: Instituto Casa Bandeirista / Pátio Victor Malzoni


VIAJANDO POR SÃO PAULO COM ADONIRAN BARBOSA – CENTRO
ESTAÇÃO ANA ROSA – 1 a 31

VIAJANDO POR SÃO PAULO COM ADONIRAN BARBOSA – CENTRO

A mostra traz imagens do Acervo Adoniran Barbosa e conta a relação do artista com o centro da capital paulista, uma das regiões mais importantes para sua vida e sua obra. Adoniran eternizou em suas músicas a São Paulo que viveu tão intensamente, mas não foram apenas seus sambas, verdadeiras crônicas sobre a cidade e seus personagens, que ficaram no imaginário paulistano. O próprio artista tornou-se parte da paisagem de São Paulo.


Apoio: Metrô de São Paulo / Farol Santander / Instituto Galeria do Rock
Realização: Acervo Adoniran Barbosa / Latina Estúdio / Acervo21


HUMOR SUSTENTÁVEL - DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COM HUMOR
ESTAÇÃO TRIANON-MASP - 1 a 31

HUMOR SUSTENTÁVEL - DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COM HUMOR

Fazer um recorte expositivo dos 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) com as obras de um dos salões de humor mais importantes do mundo, o Salão Internacional do Humor de Piracicaba, traz uma visão alegre - e não por isso menos crítica ou reflexiva - dos desafios que temos pela frente como sociedade. O humor e a arte têm uma característica maravilhosa. Eles conquistam as pessoas pelo coração. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são uma coleção de 17 metas globais estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2015 que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.

Realização: Virada Sustentável
Apoio: Secretaria do Meio Ambiente


IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
ESTAÇÃO CLÍNICAS - 1 a 31

IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO

A exposição sobre Ignácio de Loyola Brandão – recém-eleito para a Cadeira 11 da Academia Brasileira de Letras - aproxima o escritor do seu público, que pode conhecer parte do que é sua produção literária, sua vida, o ambiente em que viveu. Como se descobriu escritor. O jornalista apaixonado por cinema, suas viagens pelo Brasil.

Realização: Metrô de São Paulo
Apoio: Editora Global


A ALMA DA ILHA
ESTAÇÃO CLÍNICAS - 1 a 31

A ALMA DA ILHA

Pescar, colher, produzir a própria farinha, no fogo a lenha, apreciar horizontes, mergulhar em águas claras e calmas, são algumas das tantas recompensas de um povo que vive em sentinela pela natureza, que cuida da terra, do mar e tira deles o seu sustento. Um povo que constrói a história da Ilha, que preserva as tradições, a cultura a natureza, e mantem a esperança de um futuro melhor sem perder suas raízes. Capazes de transformar a realidade em arte, tornando a vida mais bela e alegre, a transparência da alma desse povo resulta sempre numa bela fotografia.

Fotógrafo: Lailson Santos - Instagram
Apoio: Turismo Ilhabela
Patrocínio: Secretaria de Turismo da Prefeitura da Ilhabela


O VALOR DO MAR
ESTAÇÃO CORINTHIANS-ITAQUERA - 10 a 31

O VALOR DO MAR

Baseada no livro O Valor do Mar, a mostra utiliza textos, fotos e vídeos para mostrar a importância de atividades econômicas, como logística e transportes, indústria naval, energia, petróleo e gás, pesca e aquicultura e biotecnologia, além dos impactos ambientais no mar e a presença na música, artes, folclores, literatura e religiosidade, culinária, turismo, esportes e em nosso cotidiano. Cada painel possui um QR Code com link para mais informações, com novas imagens e vídeos explicativos.

Patrocínio: Agfa / Sign Maker
Apoio: PwC Brasil / Cia de Navegação Norsul / Cristal / Lei de Incentivo à Cultura
Curadoria: Rogerio Ruschel
Realização: Essential Idea Editora


JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS
ESTAÇÃO TATUAPÉ – 2 a 31

JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS

A Jornada do Patrimônio tem como principal objetivo estimular a população a reconhecer os patrimônios históricos e culturais paulistanos, que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes na cidade. Em 2019, o evento vai celebrar todos os cantos da cidade de São Paulo, por meio das histórias, memórias, pessoas e lugares que traduzem o nosso patrimônio histórico e cultural. O objetivo é compartilhar e fortalecer iniciativas de valorização do patrimônio cultural paulistano que procuram trabalhar os distintos territórios, evidenciando as particularidades históricas e aspectos contemporâneos das cinco regiões da cidade: centro, norte, sul, leste e oeste. Nessa perspectiva, serão apresentadas ilustrações de bens tombados e monumentos que representam cada uma das cinco regiões da cidade de São Paulo.

Realização: Secretaria Municipal de Cultura – Departamento do Patrimônio Histórico
Ilustrações: Augusto Figliaggi
Coordenação: Higor Advenssude
Pesquisa e Conteúdo: Alice Américo, Walter Pires e Fátima Antunes


SALVEM A ÁGUA POTÁVEL NO MUNDO
ESTAÇÃO BRÁS – 10 a 31

SALVEM A ÁGUA POTÁVEL NO MUNDO

Cartunistas de mais de 20 países, além do Brasil, enviaram seus cartuns nos mais diversos estilos para demonstrar o momento de emergência em que estamos para a preservação da água potável que ainda temos no planeta. O humor gráfico é a maneira mais democrática e de fácil compreensão para todas as idades para passar informações educativas como esse alerta.

Apoio: JAL Comunicação
Patrocínio: Ong Trata Brasil
Realização: Associação dos Cartunistas do Brasil


JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS
ESTAÇÃO SÉ – 2 a 31

JORNADA DO PATRIMÔNIO 2019 – (RE)CONHEÇA SEUS BENS CULTURAIS

A Jornada do Patrimônio tem como principal objetivo estimular a população a reconhecer os patrimônios históricos e culturais paulistanos, que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes na cidade. Em 2019, o evento vai celebrar todos os cantos da cidade de São Paulo, por meio das histórias, memórias, pessoas e lugares que traduzem o nosso patrimônio histórico e cultural. O objetivo é compartilhar e fortalecer iniciativas de valorização do patrimônio cultural paulistano que procuram trabalhar os distintos territórios, evidenciando as particularidades históricas e aspectos contemporâneos das cinco regiões da cidade: centro, norte, sul, leste e oeste. Nessa perspectiva, serão apresentadas ilustrações de bens tombados e monumentos que representam cada uma das cinco regiões da cidade de São Paulo.

Realização: Secretaria Municipal de Cultura – Departamento do Patrimônio Histórico
Ilustrações: Augusto Figliaggi
Coordenação: Higor Advenssude
Pesquisa e Conteúdo: Alice Américo, Walter Pires e Fátima Antunes


PORTAS DE PORTUGAL
ESTAÇÃO REPÚBLICA – 1 a 31

PORTAS DE PORTUGAL

Uma porta é geralmente entendida como uma abertura em um elemento de vedação arquitetônica, permitindo a passagem de pessoas de um ambiente para o outro. Neste contexto, a fotógrafa convida a apreciar suas imagens captadas em viagem a Portugal no inverno de 2017, quando suas lentes registraram centenas de portas e suas fechaduras como elemento representativo e singular de acesso à alma dos portugueses, dos seus costumes, da sua privacidade, do seu modo de ser e de estar.

Fotógrafa: Catarina Machado
Curadoria: Ana Maria Braga
Apoio: Conselho da Comunidade Luso-Brasileira
Realização: Casa de Portugal


AMAZÔNIA: PRESERVAÇÃO NATURAL E CULTURAL
ESTAÇÃO REPÚBLICA – 10 a 31

AMAZÔNIA: PRESERVAÇÃO NATURAL E CULTURAL

A Amazônia é a maior floresta tropical do mundo e abrange uma área que representa quase metade do território nacional. Sua bacia hidrográfica formada por inúmeros rios, entre eles o Negro, Solimões e Amazonas, faz com que seu regime de águas de cheias e vazantes seja reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. Esta seleção de imagens do fotógrafo Marcos Piffer extraídas do livro “Amazônia: Preservação natural e cultural”, retratam uma parcela ínfima da sua incomparável beleza, da sua flora e fauna, e que lhe conferem o título de floresta tropical que abriga a maior biodiversidade no planeta com mais de um terço das espécies que vivem sobre a Terra. Nelas surgem a grandiosidade de seus rios, suas florestas e habitantes – muitas vezes vivendo isolados da civilização – nos permitindo fazer uma viagem apaixonante pelo seu lado mais desconhecido e contribuindo pela preservação das riquezas naturais brasileiras.

Realização: Produtora Canarinho, Marcos Piffer Fotografia, Editora Brasileira e World Observatory
Patrocínio: Deloitte, Banco CNH Industrial e Croda
Apoio: Inovattore


BICHOS DO BRASIL EM MOVIMENTO
ESTAÇÃO REPÚBLICA – 10 a 31

BICHOS DO BRASIL EM MOVIMENTO

A mostra traz animais desconhecidos por parte da população, em processo de extinção e até mesmo os extintos; como os dinossauros. São representados de forma lúdica e colorida pela artista Walkiria Barone que traduz em suas pinceladas a beleza e a diversidade da fauna brasileira. O projeto acontece simultaneamente na Rede Metroviária de São Paulo, CPTM, estações do Metrô do Rio de Janeiro e aeroporto Santos Dumont - RJ, formando um painel dos bichos do Brasil que podem ser apreciados nos caminhos de quem vai e vem apressadamente. Os bichos estão soltos em movimento pelos espaços de grande circulação.

Apoio: Projeto Tamanduá / A Casa Imaginária / Colégio Ítaca / Casa da Terra / Pizzaria Bar Cristal
Artista: Walkiria Barone


NA LINHA DO HUMOR – CARICATURAS DO 45º SALÃO DE HUMOR DE PIRACICABA NO METRÔ!
ESTAÇÃO SANTA CECÍLIA – 10 a 31

NA LINHA DO HUMOR – CARICATURAS DO 45º SALÃO DE HUMOR DE PIRACICABA NO METRÔ!

A mostra reúne caricaturas que fizeram parte da 45ª edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba (realizado em 2018), apresentando personalidades conhecidas das mais diversas áreas como a política, o esporte, o mundo da TV - entre eles o ídolo do futebol mundial Cristiano Ronaldo; o ator americano Charlie Chaplin; o cartunista Maurício de Sousa; a cantora Rita Lee e a ativista paquistanesa Malala. Caricaturistas brasileiros e estrangeiros não pouparam traços e cores e exageraram na qualidade e no bom humor gráfico, apresentando ao público o que há de melhor na caricatura mundial. Realizado desde 1974 e em sua 46º edição, o Salão Internacional de Humor de Piracicaba se destaca como um dos maiores e ininterruptos eventos de humor gráfico. Artistas de todo o mundo se preparam anualmente para participar e concorrer a um dos prêmios mais desejados no humor mundial, enviando seus melhores trabalhos nas categorias caricatura, cartum, charge e tiras cômicas/hq. O 46º Salão Internacional de Humor de Piracicaba 2019 acontece entre os dias 10 de agosto e 27 de outubro na cidade de Piracicaba.

Realização: Prefeitura de Piracicaba / Semac Tur – Secretaria Municipal de Ação Cultural e Turismo / Salão Internacional de Humor de Piracicaba


VITRINE DE IKEBANA
ESTAÇÃO JAPÃO-LIBERDADE – 1 a 31

VITRINE DE IKEBANA

A vitrine, instalada desde 1º de dezembro de 1993, expõe arranjos de Ikebana produzidos pela Associação de Ikebana do Brasil, que são trocados semanalmente (às terças-feiras) para acompanhar a durabilidade das plantas.

Realização: Metrô de São Paulo / Associação de Ikebana do Brasil


VITRINE CULTURAL SÃO BENTO
MODERNOS ETERNOS - ORA ET LABORA
ESTAÇÃO SÃO BENTO – 10 a 31

MODERNOS ETERNOS - ORA ET LABORA

As duas ações culturais realizadas na Estação São Bento durante o mês de agosto acontecem em paralelo à mostra Modernos Eternos, a qual estará aberta ao público no Mosteiro São Bento de 10 a 25 de agosto. O projeto Ora et Labora se dá através de duas ações artísticas paralelas, sendo uma nos painéis e outra na vitrine da estação; são propostas independentes, porém complementares uma à outra. Aos artistas foi sugerido refletirem e proporem trabalhos sobre o mesmo tema: Ora et Labora (Ora e Trabalha), baseado no lema de vida de São Bento e da Ordem Beneditina. A proposta dada aos artistas foi fazer uma releitura da máxima e contextualizá-la no século 21. Como se encaixa na vida contemporânea essa antiga filosofia? Quais as formas de rezar e trabalhar que encontramos no nosso cotidiano? Os trabalhos dialogam com a tradição e apresentam uma visão do mote para um mundo moderno. “Para a vitrine cultural do metrô São Bento apresento uma instalação têxtil, com bandeiras de tecido, inspirada nas bandeiras de oração tibetana. Cada bandeira leva uma frase adaptada e contemporaneizada das regras beneditinas escritas por São Bento de Núrsia. São Bento é o herdeiro ocidental do monaquismo oriental, que floresceu entre os séculos 5 e 6 sob a regra monástica escrita por São Basílio Magno. São Bento de Núrsia é o patriarca dos monges do Ocidente bebendo no rico patrimônio espiritual dos orientais e adaptando as condições do seu tempo e do seu ambiente. Escreveu uma regra que permitiria aos fortes progredir no caminho das virtudes, regra conhecida por seu espírito de discernimento e equilíbrio. A regra beneditina se tornou a base de todo monasticismo ocidental e assegura ao mosteiro a paz e tranquilidade da ordem. A regra monástica que São Bento escreveu se resume em três palavras: «Ora et labora»; «ora e trabalha», que prega aos seus monges levarem uma vida ativa e contemplativa. Baseada nas similaridades aqui apresentadas, do monaquismo oriental e ocidental, suas ideias e preceitos, que as bandeiras sirvam de pequenas mensagens de fé e mudança de atitude para cada passageiro e passante do Metrô.” - Verena Smit

Artista: Verena Smit/ Instagram: @verenasmit
Curadoria: Fernando Mota / Modernos Eternos


VITRINE DE FIGURINOS DE ÓPERAS
O CASO MAKROPULOS
ESTAÇÃO MARECHAL DEODORO – 10 a 31

VITRINE DE FIGURINOS DE ÓPERAS

Dando continuidade ao ciclo de obras do compositor tcheco Leoš Janáček, o Theatro São Pedro realizou a estreia nacional de “O Caso Makropulos”, em junho de 2019. Baseada em uma peça de Karel Capek, um dos mais influentes escritores tchecos, a ópera conta a história da diva Emilia Marty, interpretada pela soprano Eliane Coelho, que ingere um elixir da vida que a faz viver por mais de 300 anos. Em sua longa vida, ela assume diversas personalidades, tornando-se cada vez mais cruel e distante.

Apoio: Metrô de São Paulo
Parceria: Theatro São Pedro
Realização: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo / Santa Marcelina – Organização Social de Cultura / EMESP Tom Jobim


MUSEU DE ARTE SACRA – SALA METRÔ TIRADENTES
CRISTO REI – CRISTO REDENTOR E A CRUZ
ESTAÇÃO TIRADENTES – 1 a 31

CRISTO REI – CRISTO REDENTOR E A CRUZ

Ao visitar uma exposição, como esta que hora apresentamos na Sala Metrô Tiradentes do Museu de Arte Sacra, com obras do insigne pintor português José Jorge, esperamos que os visitantes não permaneçam na visão do simbolismo usual da cruz como instrumento de sofrimento e dor, mas que resgatem o seu sentido essencial de vida, felicidade e esperança. A cruz existe desde o início da história: ela é um símbolo universal e com múltiplos sentidos estão no inconsciente coletivo da humanidade é forma geométrica elementar como triângulo, o quadrado e o círculo. O cristianismo não inventou a cruz, mas é na sua iconografia que a variedade de formas atinge o seu esplendor. O artista nos apresenta algumas visões particulares sobre a cruz nesta exposição inicialmente apresentada em Portugal, posteriormente no Cristo Redentor no Rio de Janeiro, na Basílica de Aparecida no Estado de São Paulo e agora em nosso Museu, pretendendo-se que siga para Roma. Denominada “Cristo Rei – Cristo Redentor e a Cruz” tem entre seus objetivos evidenciar a ligação estreita entre os dois locais em cada lado do Atlântico e também prestar ao final de sua itinerância uma homenagem da arte Portuguesa ao Brasil quando será efetivada uma doação de um dos quadros. Tão interessantes são as obras que acreditamos, sinceramente, que os nossos visitantes mais do que bem impressionados mergulharão nas profundezas simbólicas habitadas pela emoção e pela identidade.

Artista: José Jorge
Realização: Governo do Estado de São Paulo / Secretaria da Cultura e Economia Criativa / Secretaria dos Transportes Metropolitanos / Metrô de São Paulo / Museu de Arte Sacra de São Paulo


O PAVILHÃO DE ARTE MODERNA DE OLÍVIA GUEDES PENTEADO
ESTAÇÃO SANTA CRUZ – VITRINE LASAR SEGALL – 10 a 31

O PAVILHÃO DE ARTE MODERNA DE OLÍVIA GUEDES PENTEADO

A exposição apresenta os estudos realizados por Lasar Segall para a decoração do Pavilhão de Arte Moderna de Olívia Guedes Penteado, em 1925. Para a realização da decoração Lasar Segall desenvolveu uma série de estudos preliminares, uma das poucas obras abstratas do artista, para o espaço onde a mecenas exibia sua coleção de obras modernas e realizava encontros para os jovens modernistas engajados com a atualização da linguagem artística brasileira. Os estudos e algumas fotografias do espaço, construído na antiga cocheira da residência na rua Conselheiro Nébias, tem grande importância cultural e histórica, já que o pavilhão foi demolido em 1944, juntamente com a residência, para o alargamento da Avenida Duque de Caxias.

Realização: Metrô de São Paulo / Museu Lasar Segall


HISTÓRIAS DAS MULHERES, HISTÓRIAS FEMINISTAS
MASP no Metrô
ESTAÇÃO TRIANON-MASP – VITRINES DO MASP – 19 a 31

HISTÓRIAS DAS MULHERES, HISTÓRIAS FEMINISTAS

A temática tem a dupla missão de resgatar e difundir o trabalho de artistas mulheres. A exposição será organizada a partir de eixos temáticos com obras de diferentes linguagens que buscarão lançar um olhar crítico à história das mulheres e dos próprios feminismos, bem como apresentar uma reflexão sobre os projetos de futuro e imaginários que os feminismos contemporâneos propõem. Na semana do Dia Internacional da Mulher de 2019, o MASP realizou uma intervenção na exposição de seu acervo. As obras dos artistas homens foram instaladas no verso dos cavaletes. Esse gesto chama a atenção para o desequilíbrio que existe entre o número de artistas homens e o número de artistas mulheres que há nesta exposição, um reflexo da coleção do museu. Num dos registros instalados na vitrine da Estação Trianon-Masp, vemos a pequena pintura da artista portuguesa Leonor de Almeida Portugal de Lorena e Lencastre (1750‐1839), mais conhecida como Alcipe, em contraste com outras pinturas de grandes dimensões feitas por autores homens que, pela intervenção expográfica realizada no dia das mulheres, se apresentam no lado inverso dos cavaletes de cristal. Este autorretrato é um dos raríssimos exemplares de obras feitas por autoras mulheres anteriores ao século XX.

Curadoria: Histórias das Mulheres: Julia Bryan‐Wilson / Lilia Moritz Schwarcz / Mariana Leme e Histórias Feministas: Isabella Rjeille
Realização: Metrô de São Paulo / MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - www.masp.org.br


DEVASSOS NO PARAÍSO – 1 a 31
MUSEU DA DIVERSIDADE SEXUAL
ESTAÇÃO REPÚBLICA - MUSEU DA DIVERSIDADE SEXUAL

DEVASSOS NO PARAÍSO

Em 2019, na comemoração dos 50 anos de Stonewall, protesto que deu origem às Paradas do Orgulho pelo Mundo, o Museu da Diversidade apresenta Devassos no Paraíso, uma exposição baseada na obra homônima de João Silverio Trevisan, um livro fundamental para compreender a história da comunidade LGBT brasileira. Ao revelar e contextualizar o desejo marginalizado, Devassos no Paraíso apresenta uma trajetória efervescente que a historiografia oficial não ousa contar. Sob a máscara da normalidade, revela-se a cara menos conhecida do Brasil, o que ajuda a compreender melhor os seus enigmas.

Curadoria: João Silvério Trevisan
Desenhos: Laerte Coutinho / Paulo Von Poser
Apoio: Metrô de São Paulo
Realização:Museu da Diversidade Sexual - www.mds.org.br


#achadosnaleitura
ESTAÇÃO VILA PRUDENTE – 1 a 31

#achadosnaleitura

Alguém perdeu / Nós achamos / Todos compartilharemos O objetivo da estante de livros nas estações do Metrô é disponibilizar livros, que foram perdidos dentro do sistema Metrô e encaminhados à Central de Achados e Perdidos, sem que tenham sido reclamados no prazo legal (60 dias).

Realização: Metrô de São Paulo



Mostras Fixas
O METRÔ E SEUS BAIRROS - IPIRANGA: O BAIRRO DO GRITO! Estação Alto do Ipiranga - MOSTRA FIXA Apoio: Adhemir Fogassa Maquetes
Realização: Metrô de São Paulo
ESTAÇÃO MEMÓRIA Estação Sé - De segunda a sexta-feira – das 9h às 18h Realização: Metrô de São Paulo