AQUARELAS DIANA DOROTHÈA DANON

O Metrô de São Paulo tem um privilégio, talvez único; de ter a história de sua intervenção na cidade documentada em desenhos e aquarelas, produzidos pela artista plástica Diana Dorothèa Danon.

Paulistana, formada pela Escola Superior de Belas Artes, Diana encantou-se com as obras do Metrô no início dos anos 70 e passou a acompanhá-las e retratá-las com precisão e talento. Ela nos conta:

"Eu, antes tão quietinha desenhando o silêncio dos altares e púlpitos e a passividade dos lustres de cristal da Boemia e objetos de Limoges, de repente me vejo numa situação totalmente oposta: desenhando obra bruta: paredes-diafragma, cimbramento, trincheiras, estroncas, rebaixamento do lençol freático, as couraças americana e alemã, a estrutura de reação! Ufa! Que maravilha!"

A parceria entre o Metrô de São Paulo e a artista permanece firme até hoje. São 40 anos de uma relação pautada pela admiração e respeito, bem como pela valorização da arte.

Diana já está retratando as obras da Linha 2-Verde, Linha 4-Amarela e Linha 5-Lilás. Acompanhe o andamento das obras através da arte e textos de Diana Dorothèa Danon.

Clique aqui para conhecer o currículo da Artista.